Conheça alguns dos tributos que sua empresa precisa estar em dia:

ICMS: É um imposto sobre operações relativas a circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação. Basicamente, o tributo incide sobre qualquer movimentação de serviços ou produtos. No entanto, transações relativas a livros, jornais e revistas, ouro quando ativo financeiro, operações e prestações que destinem mercadorias ao exterior e algumas outras não estão sujeitas à tributação. Por ser um imposto de competência dos Estados, pode variar de um para outro.

*O PIS e a Cofins são pagos por empresas de todos os setores e ajudam a financiar a Previdência Social e o seguro-desemprego.

PIS: Os recursos do PIS são destinados ao pagamento do seguro-desemprego, abono e participação na receita dos órgãos e entidades para os trabalhadores públicos e privados, onde o PIS é destinado aos funcionários de empresas privadas, administrado pela Caixa Econômica Federal, e o PASEP destinado aos servidores públicos, administrado pelo Banco do Brasil.
Existem três modalidades de contribuição para o Pis/Pasep, sendo elas:

  • Sobre o Faturamento (0,65% ou 1,65%)
  • Sobre a Importação (2,1%)
  • Sobre a Folha de Pagamento (1%)

COFINS: Já os recursos da Cofins são destinados principalmente para a área da saúde.
A Cofins possui duas modalidades, sendo elas:

  • Sobre o Faturamento (3% ou 7,6%)
  • Sobre a Importação (9,75% + 1% Adicional)

Sim, o Brasil tem muitos impostos diferente. Enquanto outros países simplificam seus impostos, alguns com uma única taxa de imposto para o empresário.

Não desista por isso, você é capaz de gerenciar de forma correta tudo isso ;). Para esclarecer melhor suas dúvidas, conte sempre com o apoio de seu contador.

(Se você é MEI, não precisa obrigatoriamente de um contador, e os seus impostos são pagos na sua DAS. Contudo fique em dia com suas responsabilidades fiscais).